domingo, 25 de maio de 2008

Definir?

Na maravilhosa mistura do sono com as drogas surgem grandes debates, não é? Estávamos falando de "pré-conceito" musical, em relação ao metal, do por que a definição de vários estilos em um só e eu fiquei pensando do porque que temos que definir tudo. O homem, por exemplo, é um ser indefinível (acredito que por isso nós somos tão interessantes e únicos) mas o mesmo faz questão de definir tudo, criando assim expectativas e pré-conceitos para o receptor da sua mensagem. Não que eu critique isso mas, quem que quer conhecer aquele seu colega chato ou ouvir aquele estilo de música que não te agrada?  Então partindo do princípio que definir é limitar, que definições são limitadas para vocês e porque? Seria mais legal se mais pessoas lessem aqui. É interessante saber opiniões alheias, ?

3 comentários:

emanuelle disse...

hmmm... concordo com o que você disse, mas ao contrário de você, nao gosto disso, acho que o homem podia definir menos as coisas... parece que tem sempre que saber de tudo... pq não só deixar as coisas acontecerem sem ter que ter a explicação exata de como acontecem ou do que são??? as coisas seriam mais simples assim, e mais prazerosas também, sem preocupações, sem pré-conceitos... mania de definir tudo, que saco, não defina nada, apenas viva o tudo, deixe acontever e não se preocupe...

Lourinaldo disse...

definir pode ser limitar...
mas nem sempre limitar eh algo ruim..
o ser humano n eh indifinível para mim... apenas eh tão complexo e tão distinto... que pode ser definido de infinitas formas...
definir para classificar... para organizar... para ter um paramêtro de comparação... um ponto de partida em qualquer argumento...
acho que uma equipe organizada eh aquela em que cada um tem o seu papel e função DEFINIDOS
acho que em todo lugar eh assim... tudo precisa de uma definição...

lendo o comentário que emanuelle fez sou obrigado a relembrar que definir não eh o mesmo que preconceituar... o preconceituar sim eh que eh algo negativo e desnecessário...

Nina disse...

Odeio rótulos. De qualquer espécie. Acho que limitações subestimam a capacidade das pessoas... Acho que nada, com excessão a ética, merecem ser limitadas...